terça-feira, 14 de agosto de 2012

Malefactor: Epic\Death Metal (Salvador\Bahia)



Release:
Atuando no ramo do heavy metal profano desde 1991, o Malefactor firmou-se como uma das mais representativas bandas do cenário nacional, já tendo lançado 4 discos, feito várias tournês pelo Brasil e ido por duas vezes ao continente Europeu.
Desde seu nascimento o grupo deu provas que conquistaria reconhecimento dos aficionados do estilo quando obteve ótimas resenhas das suas demo-tapes, modelo crucial no circuito underground na década de 90. Sua segunda demo “Into The Black Order”,produzida pelo austríaco Ephendy Steven (ex-técnico de som de bandas alemãs como Sodom, Kreator e Assassin), teve distribuição do selo norte-americano The Wild Rags, na época um dos mais conceituados “satélites” do metal extremo no globo.
Músicas deste tape foram usadas em várias coletâneas no Brasil e no exterior, e o Malefactor passou a receber convites para entrevistas e para novos shows. À partir de 1996 o grupo passou a usar teclados, lançando os 2 primeiros discos “Celebrate Thy War” (1999- Megahard) e “The Darkest Throne” (2001-Demise) com 2 tecladistas permanentes, trazendo uma inovação no campo da música extrema, formato só utilizado anteriormemte por grupos de rock progressivo. Daí seguiu-se a THE DARKEST TOUR, passando por 13 estados brasileiros, além de Portugal, Alemanha e Bélgica, com a banda tocando num festival no lendário The Frontline (Bélgica) casa tradicional com mais de 25 anos de atividade, além do já extinto Rookie em Lisboa.
Em 2003 o grupo assina com a Maniac Records, selo baiano que apostou fortemente no grupo, e desta parceria nasceu o disco “Barbarian”, com a banda recebendo nota 10 na Roadie Crew (maior revista de heavy metal do Brasil), e o clip para a música “Followers of the Fallen” sendo exibido em programas como Stay Heavy(SP). Na tour deste disco o grupo tocou no B.M.U. em Sâo Paulo, no Credicard Hall, apresentando-se ao vivo também no Stay Heavy, na Tv fechada All Tv. O disco veio com um selo indicativo da Revista Roadie Crew, recomendando-o como "um dos melhores álbuns nacionais de todos os tempos".
Após mais uma participação no B.M.U. em 2005, o grupo tranca-se no Vértice Estúdio para gravar “Centurian” com a produção de Jera Cravo, ex-técnico de som do Whisky A Go Go (Casa de shows de Hollyood, Califórnia). Concorrendo com inúmeras bandas brasileiras, o grupo foi indicado para tocar no Wacken Open Air, na Alemanha, atualmente o maior festival do gênero no mundo, com mais de 60 mil pessoas presentes. O Malefactor foi a única banda da América do Sul convidada para o evento naquele ano, entre mais de 80 bandas de todo o mundo. No retorno, o grupo participou pela terceira vez do B.M.U., no Espaço das Américas em São Paulo com o público paulista recebendo a banda de braços abertos e que , segundo palavras no maior site de rock do Brasil, Whiplash, “O Malefactor veio na sequência, com o black metal que representou o Brasil no Wacken Open Air desse ano. Num show impressionante do começo ao fim, a banda não dava descanso para o público. E quem ainda insiste em pensar que esse tipo de som é só barulho, que suba no palco e toque como aqueles caras. Quem pensa que técnica e precisão só rolam no melódico e no prog, que veja um show do Malefactor. A banda baiana mostrou porque tem recebido tantos elogios por parte da crítica e do público, e que também caminha para ser um grande nome do metal nacional.”.

Com a pirataria, veio a falência de vários selos e gravadoras no mundo e o Malefactor foi atingido com a Maniac fechando suas portas justamente quando a banda encontrava-se em seu melhor momento. Após muita luta, shows e apoio incondicional de seus admiradores o grupo voltou a se apresentar ao lado do Sepultura em 2009 em Salvador, mesmo ano em que a Mutilation(gravadora de São Paulo) relançou os 2 últimos discos em formato duplo deluxe, e distribuição na Europa pela Displeased Records da Holanda.
A partir daí o Malefactor voltou à viajar por alguns estados e no momento encontra-se gravando seu quinto disco, neste ano de comemoração dos 20 anos, com projetos que incluem a gravação de seu primeiro dvd oficial, mais uma tour no exterior e no Brasil e ampliação de seus amigos e contatos na estrada da música profana.


Logo:


Banda: Malefactor

Origem: Salvador\Bahia

Gênero: Epic\Melodic Death Metal

Formação:
Alexandre Deminco Drums
Danilo Coimbra Guitar
See also: Divine Pain
Jafet Amoedo Guitar
Cristiano Keyboards
Lord Vlad Vocals

Discografia:
Into the Black Order  (Demo 1995)
Celebrate Thy War (Full-length 1999)
The Darkest Throne (Full-length 2001)
Barbarian (Full-length 2003)
Live BMU 2004 (DVD 2004)
Centurian (Full-length 2006)
Barbarian/Centurian Especial Edition  (Compilation 2008)

Links:
Myspace

Um comentário:

metal disse...

banda muito boa esta da bahia

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...